Buscando a notícia para você desde 2007 - Região dos Lagos - Ano 2017 -

quinta-feira, 24 de setembro de 2015

Subsecretário estadual garante: Rio das Ostras não tem surto de meningite

O subsecretário estadual de Saúde, Alexandre Chieppe, visitou Rio das Ostras, na manhã desta quinta-feira (24) para conversar com os moradores sobre os casos de miningite na cidade. Ele tranquilizou a população sobre a possibilidade de um surto da doença na cidade. Durante o mês de setembro, três casos foram notificados na cidade e uma criança e uma adolescente morreram com suspeita da doença.

Ainda segundo o representante da Secretaria Estadual de Saúde, todas as medidas de prevenção foram tomadas com quem teve contato com as vítimas da doença. 

"Em todos os casos identificados, todas as informações que foram repassadas caracterizam que todas as medidas preventivas foram tomadas em tempo adequado. Todos os contactantes foram identificados e neles foi administrado antibiótico para fazer uma ação de bloqueio", informou.

De acordo com ele, para se configurar um quadro de surto de meningite, é necessário que a doença atinja dez a cada 100 mil habitantes em uma localidade específica, como um bairro, por exemplo. 

"A meningite é uma doença que preocupa e ocorre ao longo do ano em várias localidades do país. A situação hoje de Rio das Ostras é uma situação que não caracteriza um surto porque quando a gente compara com os anos anteriores, ela apresenta um padrão semelhante, o que mostra que, apesar da gravidade da doença, há um padrão de normalidade dela no município", explicou Chieppe.

O subsecretário também alertou para as medidas básicas de prevenção contra a doença: lavar as mãos com frequencia e evitar ambientes fechados, com grande aglomeração de pessoas e pouco ventilados.

Vacinação

De acordo com o subsecretário, uma campanha de vacinação, como foi pedido pelos moradores, não é necessária, mas a vacina contra a meningite é disponibilizada em unidades de saúde para crianças abaixo dos dois anos. Ele ainda ressaltou que não é necessário que moradores procurem a rede particular para vacinação.