Buscando a notícia para você desde 2007 - Região dos Lagos - Ano 2017 -

quarta-feira, 16 de dezembro de 2015

Servidores de Cabo Frio ocupam Secretaria da Fazenda em protesto

Os servidores municipais de Cabo Frio, voltaram a se manifestar na manhã desta quarta-feira dia 16, cobrando salários atrasados. O ato, liderado pelos profissionais da Educação e da Saúde, teve início por volta das 9h30 na Praça Porto Rocha e fechou ruas do Centro. Os manifestantes saíram em passeata em direção à prefeitura. Os manifestantes saíram de onde estavam e se dirigiram para a Sec. da Fazenda de Cabo Frio, onde estão lá até o momento de fechamento desta matéria. Este é o 10º dia de greve dos profissionais da Educação.

Segundo a assessoria de imprensa do Sindicato dos Profissionais da Educação da Região dos Lagos (SepeLagos), mais de 300 profissionais participam do protesto que cobra, além do salário referente ao mês de novembro, o pagamento do 13º.

No fim da tarde desta terça-feira (15), uma decisão judicial determinou que o prefeito Alair Corrêa deve pagar, em até 72 horas, o salário referente ao mês de novembro dos servidores municipais da Educação. A decisão diz ainda que prefeito tem até o dia 20 para pagar a primeira parcela do 13º, também atrasada. A decisão foi tomada pela juíza Elisa Pinto da Luz Paes, da Comarca de São Pedro da Aldeia. As informações são do SepeLagos.

O prazo de 72 horas começa a contar a partir da notificação oficial da sentença ao Poder Executivo, o que deve acontecer na manhã desta quarta-feira (16). Ainda segundo o Sepe, caso a sentença não seja cumprida a multa diária estipulada é de R$ 100 mil por dia por cada funcionário. O valor da multa não poderá ser retirado dos cofres públicos e deverá ser pago pessoalmente pelo prefeito.

Segundo o Secretário de Comunicação de Cabo Frio, Edinho Ferrô, a prefeitura ainda não foi notificada da ação. De acordo com o secretário, se necessário, o município vai abrir as contas para mostrar que não tem dinheiro para efetuar os pagamentos. Ainda segundo Edinho Ferrô, o município espera quitar os salários atrasados até o dia 22 de dezembro.

Segundo SEPE-LAGOS, o Prefeito já recebeu dinheiro(12 milhões) e não tem por que não pagar os servidores. Eles ficam, na Sec. de fazenda, até receber. Segundo a assessoria de iimprensa do sindicato.