Buscando a notícia para você desde 2007 - Região dos Lagos - Ano 2017 -

segunda-feira, 5 de setembro de 2016

Mãe não consegue atendimento em Araruama e tem bebê em posto de gasolina

Uma mãe de 25 anos não conseguiu atendimento no Hospital São Silvestre de Araruama, sob a alegação de falta de materiais e médicos para realizar o parto da filha e teve a criança em um posto de gasolina que fica próximo à unidade de saúde por volta de 7h da manhã deste sábado (3).

De acordo com a família, sentindo fortes contrações no hospital, Débora Silva de Lima e o pai do bebê, Anderson Ferreira, foram orientados a seguir para um hospital deSaquarema, município vizinho.

No caminho, ela não conseguiu aguentar mais e deu à luz à criança, que nasceu prematura, com oito meses, dentro do carro com a ajuda do pai e de funcionários do posto.

Segundo a família, uma ambulância foi solicitada para o local, mas não apareceu. A mãe e a criança, então, foram levadas pelo pai até a Unidade de Pronto Atendimento da cidade. Após os primeiros atendimentos, elas foram encaminhadas novamente para o Hospital São Silvestre, onde se encontram agora. De acordo com a família, a mãe e a criança, que será batizada como Ana Vitória, passam bem.

"Graças a Deus ela nasceu forte e deu tudo certo, mesmo com todo o ocorrido. Estamos agora no hospital e ela e a mãe estão bem", disse o avô materno, Elias Araújo de Lima.

Em resposta à Inter TV Alto Litoral, a direção da unidade confirmou que o atendimento não foi realizado por falta de materiais e médicos. Disse ainda que o hospital é uma empresa privada, que comporta a maternidade. Mas que quem fornece material e médicos para ela é a Prefeitura da cidade. De acordo com a direção do hospital, o atendimento na unidade já foi normalizado.

A Prefeitura de Araruama, no entanto, negou que a fundação seja de responsabilidade do município. Afirmou apenas que contribui financeiramente para a manutenção da unidade.



Fonte : G1
Foto   : Divulgação Arquivo Pessoal