Buscando a notícia para você desde 2007 - Região dos Lagos - Ano 2017 -

sábado, 19 de novembro de 2016

Cine Inclusão, nesta segunda, aborda autismo

O filme Temple Grandin (2010), do diretor Mick Jackson, estará em cartaz nesta segunda-feira, 21, em mais uma edição do Cine Inclusivo, promovido pela Universidade Veiga de Almeida (UVA), em Cabo Frio. A sessão tem início às 15h, no auditório principal, seguida de debate com a presença do psicólogo Fábio Coelho da Conceição, da pedagoga Marta Dias Mello e da professora de Psicologia Adriana Souza, que fará a mediação da mesa. O evento é acessível aos surdos, com a intérprete em Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS) Mariana Rosa.

O filme retrata a vida de uma jovem autista, Temple Gradin, vivida por Claire Danes, que via o mundo de maneira peculiar. Apesar de não ter habilidades para se relacionar com as pessoas, concluiu doutorado e revolucionou as técnicas de manejo do gado na pecuária norte-americana. O filme, com roteiro de Christopher Monger e Merritt Johnson, é inspirado em duas obras da própria Temple, “Emergence" e “Thinking in Pictures". Em 2010, conquistou cinco categorias no Prêmio Emmy e, em 2011, Claire Danes conquistou o Globo de Ouro como “melhor atriz”.

Cine Inclusão

A mostra de filmes faz parte do projeto "Inclusão de Pessoas com Necessidades Específicas” do campus, que está implantando um núcleo de acessibilidade. A professora Adriana Souza destaca que o projeto pretende promover a acessibilidade atitudinal na universidade, gerando uma diminuição (e se possível quebra) de preconceitos e discriminações em relação às pessoas com necessidades específicas. “Essa discussão precisa ser levada para o nosso cotidiano. Somente com diálogo e informação poderemos chegar à acessibilidade”, enfatiza, citando que ela precisa estar disponível em todas as esferas, inclusive para o lazer.


Texto : Andréa Luiza Collet
Assistente de Comunicação
Marketing, Relações Institucionais & Serviços ao Aluno