Buscando a notícia para você desde 2007 - Região dos Lagos - Ano 2017 -

sábado, 22 de abril de 2017

Ex-prefeito de Araruama é proibido de entrar na prefeitura

Quando certos políticos afirmam que "família é tudo" em suas vidas, eles parecem estar falando sério. Tanto que muitos prefeitos fizeram questão de manter cônjuges, filhos e outros parentes por perto em suas administrações.

Uns querem ficar tão juntinhos que até precisam de uma liminar da Justiça para passarem ao menos o horário do expediente separados. É o caso de Chiquinho da Educação, ex-alcaide e marido da atual prefeita de Araruama, Lívia de Chiquinho (PDT).

Na última quarta-feira (19), o juiz Maurilio Teixeira de Mello Júnior concedeu uma liminar proibindo que o primeiro-cavalheiro entre na sede da prefeitura ou em outro órgão municipal da cidade.

O Ministério Público argumentou que Chiquinho agia como se fosse o prefeito de fato, o que inclusive levou a Justiça Eleitoral a cassar o mandato da prefeita.

Mas a lista de políticos fluminenses dedicados à família é mais longa.

Em Cabo Frio, o prefeito exonerou a mulher, o sogro e o cunhado, que ocupavam cargos diversos da administração municipal.

Já em Itaguaí, o Ministério Público recomendou a exoneração da secretária de Educação, Andreia Busatto, mulher do prefeito Charlinho Busatto (PMDB), e da secretária de Esportes, Erika Yukiko Muraoka de Souza, filha do vice-prefeito. As duas ainda figuram no site da prefeitura em seus respectivos cargos.

A Justiça também interveio em Casimiro de Abreu, obrigando o prefeito Paulo Dames (PSB) a demitir sua secretária de governo, Érica Dames.

E aqui no Rio, vale lembrar que Marcelo Crivella (PR) continua insistindo na competência do filho, Marcelo Hodge Crivella, para ocupar a Casa Civil do município. Inclusive, o juiz Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal, determinou que o alcaide se explique sobre o descumprimento da liminar que afastou Crivella Jr.

É que, além de ter recebido salário, o rapaz também estava no palco do evento de prestação de contas dos primeiros 100 dias de governo, como se secretário fosse.
Fonte : Jornal Extra
Foto  : Facebook Pessoal